Mandamentos Ecológicos do Padre Cícero são adaptados em forma de música

Música de Targino Gondim e Gogó sobre os Mandamentos Ecológicos do Padre Cícero.

Em defesa da Caatinga, um dos biomas brasileiros celebrados na Campanha da Fraternidade de 2017.



  1. Mandamentos Ecológicos do Pe. Cícero.
       (Adaptação e melodia: Roberto Malvezzi/Targino Gondim)
       (Interpretação: Targino Gondim e Roberto Malvezzi)

Moço, a coisa tá feia
Se a gente não fizer o certo
Padim Ciço também já dizia
O sertão vai virar um deserto.
    I
Não corte um só pé de pau
Não toque fogo no mato
Deixe os bichinhos viverem
Maneje os bois e os bodes
Dê um descanso, seu moço,
Pra terra e pro pasto.
Aio, aio, aio, io, ioo…
  II
Não plante em serra acima
Nem plante ladeira abaixo
Deixe que o mato proteja
O ventre da fecundidade
Prá a água não levar de arrasto
A sua fertilidade.
Aio, aio, aio, io, ioo…
 III
Aproveite a água da chuva
Tenha a cisterna na casa
Represe o rio e riacho
Plante sempre uma árvore
Caju, sabiá, umbuzeiro
Mulungu, Ingá, Juazeiro.
  IV
E assim se deve fazer
E o sertão irá sempre viver
Se tudo for desmatado
Nada será tão errado
O futuro é mais do que certo
E o sertão vai virar um deserto.

11º Mandamento, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

A Quaresma continua a mesma e, com as Campanhas da Fraternidade, cada vez melhor. É um tempo que rememora os 40 anos do povo de Israel no deserto, ou 40 dias de Jesus no deserto, ou 40 dias que a Igreja delimitou como anteriores à celebração da Páscoa. Os sinais de “conversão”, no sentido de “rasgar os corações e não as vestes”, são o jejum, a oração e a esmola. Mas, o que importa é a conversão permanente.

Mulheres fazem 'mamaço' a favor do aleitamento em locais públicos em MT

Ato reuniu cerca de 50 mães em shopping de Cuiabá neste sábado (19).
Ideia é acabar com o preconceito sofrido pelas mães, segundo organizadoras.




Um grupo de mães realizou neste sábado (19), em Cuiabá, um ‘mamaço’ a favor do aleitamento materno em locais públicos. O ato reuniu cerca de 50 mulheres em um shopping da capital, após uma das mulheres ter sofrido discriminação ao amamentar a filha no corredor do estabelecimento, segundo ela.

I Encontro de Mulheres Pérolas de 2017


Nesta quarta-feira, 21/02, a Pastoral da Mulher realizou o I Encontro de Mulheres Pérolas de 2017. O grupo, que foi formado em 2016 como parte do Projeto de Defesa e Garantia de Direitos, tem como objetivo central promover a articulação das instâncias e espaços de participação democrática e envolver o grupo de mulheres na defesa e garantia de direitos. A formação do grupo busca incluir mulheres de acolhida, comunidade e de abordagem, na perspectiva de contemplar a diversidade de público atendido pela instituição.

Grupo levou mais de 150 mulheres em 7 anos para se prostituir na Europa



Perfil de casa noturna em rede social mostra uma das mulheres (Foto: Reprodução/TV Globo)


O grupo criminoso acusado de fazer parte da rede de uma rede internacional de tráfico de seres humanos e favorecimento à prostituição desmontado pela Polícia Federal nesta semana agia desde 2010 e levou para a Europa mais de 150 mulheres nesse período, segundo as investigação.

Paróquias, Pastorais e Movimentos de Juazeiro Planejam Ações para 2017.


No último domingo, 19/02/17, as agentes da Pastoral da Mulher: Monica Siqueira e Maria das Neves participaram de uma reunião para planejamento das ações das pastorais para o ano de 2017.

Bloco ‘Quem disse que a gente não vinha?’ sairá pela 8ª vez na folia em Petrolina conscientizando sobre violência contra a mulher



O Carnaval de Petrolina também terá espaço para conscientização sobre o combate à violência contra a mulher. No próximo sábado (25), o bloco carnavalesco ‘Quem disse que a gente não vinha’ sai pelas ruas da cidade pelo oitavo ano consecutivo. A concentração será às 16h30 na Orla I de Petrolina, na Avenida Cardoso de Sá.

Artigo: A volta da miséria



Quando debatíamos as fragilidades das conquistas sociais dos governos Lula-Dilma, um dos assombros era a possível volta da miséria. As reformas mais estruturais não tinham vindo e sempre achávamos que, com um governo regressista, o volta poderia acontecer.

O medo virou realidade antes de qualquer previsão. A estimativa do Banco Mundial é que 3,6 milhões de brasileiros regressem à miséria até o final desse ano.

Brasil terá ao menos 2,5 milhões de ‘novos pobres’ até o fim do ano

Estudo inédito do Banco Mundial aponta medidas para conter avanço da pobreza


Por RENATA MARIZ, do O Globo 

Celiane da Silva Neves com o filho Hyago, de 1 ano e 3 meses – André Coelho / Agência O Globo

Estudo inédito do Banco Mundial, ao qual o GLOBO teve acesso, aponta que o número de pessoas vivendo na pobreza no Brasil aumentará entre 2,5 milhões e 3,6 milhões até o fim deste ano.

Denominados de “novos pobres” pela instituição internacional, porque estavam acima da linha da pobreza em 2015 e já caíram ou cairão abaixo dela neste ano, eles são na maioria adultos jovens, de áreas urbanas, com escolaridade média e que foram expulsos do mercado de trabalho formal pelo desemprego.

Papa: A mulher é quem dá harmonia ao mundo, não está aqui para lavar louça


   

papa-francisco-comovido-pelas-vitimas-do-terremoto-na-Italia


Papa Francisco (Foto: Captura de vídeo)

A mulher é quem dá harmonia e sentido ao mundo. Foi o que assinalou o Papa Francisco em sua homilia da Missa celebrada na Casa Santa Marta.
 
O Pontífice indicou que é necessário evitar se referir à mulher falando somente sobre a função que realiza na sociedade ou em uma instituição, sem levar em consideração que a mulher, na humanidade, realiza uma missão que vai além e que nenhum homem pode oferecer: “O homem não traz harmonia: é ela. É ela que traz a harmonia, que nos ensina a acariciar, a amar com ternura e que faz do mundo uma coisa bela”.
 

O teu discurso não nega, racista.

por Djamila Ribeiro

Deixar de cantar marchinhas ofensivas a grupos historicamente discriminados não vai acabar com a diversão de ninguém


Em meio a tantas falsas polêmicas criadas sobre marchinhas de Carnaval ofensivas, resolvi escrever esse texto. Os auto-proclamados intelectuais brasileiros já saíram em defesa do que é indefensável, ao minimizar, relativizar, ou, ainda, pedir compreensão com músicas de cunho racista que guardam “tradição”.

Oficinas Terapêuticas têm início na Pastoral da Mulher em Juazeiro


Esse ano a Unidade Oblata em Juazeiro – Pastoral da Mulher estará realizando oficinas terapêuticas em diversos seguimentos: artesanato, sobrancelhas, perfumes e biscoitos artesanais. A atividade tem como principal objetivo contribuir para a prevenção e superação da violação dos direitos das mulheres.
As oficinas terapêuticas foram pensadas para promover espaço onde as mulheres possam trabalhar suas habilidades e vivenciar momentos de troca, a partir de suas experiências de vida, criando assim um sentido de ajuda entre elas, afirma Joice Oliveira, educadora social responsável pelo acompanhamento à atividade.

Emenda de deputado pernambucano propõe pagamento de auxílio a mulheres vítimas de violência doméstica

Uma emenda apresentada pelo deputado federal João Fernando Coutinho (PSB-PE) à Medida Provisória (MP) 767/2017, na volta aos trabalhos na Câmara dos Deputados, pretende reforçar o apoio a mulheres vítimas de agressão. A proposta visa a instituir o pagamento de um auxílio, em decorrência de risco social provocado por comprovada situação de violência doméstica e familiar contra a mulher, equiparando seus efeitos ao de um acidente de trabalho sofrido, ainda que fora do horário e local de trabalho.


Bruna Sena, 17, 1º lugar em medicina da USP de Ribeirão, o mais concorrido da Fuvest



Bruna Sena passou em 1° lugar na Fuvest e cursará medicina na USP (Foto: Bruna Sena/Arquivo Pessoal)
É com uma frase provocativa estampada em uma rede social que Bruna Sena, 17, primeira colocada em medicina da USP de Ribeirão Preto, carreira mais concorrida da Fuvest-2017, comemora e passa um recado de sua conquista: “A casa-grande surta quando a senzala vira médica”

Comissária salva vida de vítima de tráfico humano em voo

Shelia Fedrick notou o comportamento assustado da adolescente durante viagem e, escondida, escreveu um bilhete para a menina


Uma comissária de bordo americana ajudou a salvar a vida de uma jovem vítima de tráfico humano durante um voo da companhia Alaska Airlines entre as cidades de Seattle e São Francisco, nos Estados Unidos. 

Pastoral da Mulher Realiza Formação Sobre Trabalho de Base


Na ultima quarta-feira, 01/02/2017, a equipe da Pastoral da Mulher se reuniu para uma manhã de formação com o tema: Trabalho de Base.