Liberdade: Palavra sobre coisas velhas e novas

O título desta entrevista é inspirado em um dos livros que a teóloga Ivone Gebara escreveu. E diz sobre um caminho - de vida - que a freira percorre ao lado do feminismo


Ivone Gebara não abre mão de ser freira e de ser feminista; duas identidades, aparentemente, conflitantes. “Ser freira filósofa e teóloga crítica me ajuda a ser feminista à minha maneira... Ser feminista me ajudou a rever os ideais e propostas éticas do cristianismo”, une, nesta entrevista por email.
 
Ela não nega as contradições e interpretações que lhe atravessam o caminho até as liberdades que ainda busca. Liberdades, leia-se no feminino plural e também no “direito dos rios, das florestas e seus habitantes a viverem nesse planeta”. Ivone escreve sobre tudo isso, há uma vida. E a palavra vivida diminui a distância entre as teorias e o cotidiano. “Deus não é ‘sobre’ o mundo, mas misturado ao mundo”, compreende a teóloga.

Coletivo Ni Una Menos convoca paralisação global de mulheres

A paralisação, que coincide com o Dia Internacional da Mulher, é produto de uma articulação com mulheres de vários países em defesa de seus direitos

Mulheres: o protesto, cuja proposta é uma paralisação de cinco horas, também tem como alvo a diferença salarial entre homens e mulheres (Stephanie Keith/Reuters)

coletivo Ni Una Menos, que nasceu na Argentina em 2015 como resposta a uma onda de feminicídios que mobilizou a sociedade, convocou nesta terça-feira uma paralisação internacional pelos direitos das mulheres, no próximo 8 de março.

Educadores Sociais da Pastoral da Mulher Retomam Trabalho de Abordagem Social

A Pastoral da Mulher de Juazeiro retomou no mês de janeiro o Trabalho de Abordagem Social. A atividade consiste na visita, programada e continuada da equipe aos ambientes de prostituição, com vistas a realizar um atendimento direcionado e especializado ao público alvo. 
As ações de abordagem permitem uma aproximação gradativa às mulheres, oportunizando a construção de uma relação de confiança e a possibilidade de conhecer de perto suas demandas, podendo assim realizar encaminhamentos para acesso a direitos e à rede de proteção; também visam convida-las a participarem das atividades ofertadas na sede, como: oficinas terapêuticas, atendimentos psicológicos, encontros de espiritualidade, celebrações de aniversário e cantinho da beleza.
Para acesso aos serviços e maiores informações, as mulheres também podem ir diretamente à sede da Pastoral ou entrar em contato através do telefone (74) 361106-99 ou whatsapp (74) 98824-7324.

Fonte: Pastoral da Mulher

Câmara aprova delegacias da mulher em municípios com mais de 60 mil habitantes


A Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher aprovou o Projeto de Lei 5475/16, da deputada Gorete Pereira (PR-CE), que obriga os estados brasileiros a criar delegacias especializadas em crimes contra a mulher nos municípios com mais de 60 mil habitantes.

Que limites o conservadorismo quer impor à vida das mulheres?

Segundo o Mapa da Violência 2015, a cada 4 minutos, uma mulher sofre algum tipo de violência em Minas Gerais




Por Aline Ruas, do Brasil de Fato 

 
Ato realizado em Campinas pelo fim da violência contra a mulheres / Nenhuma a menos / Campinas





A chacina da cidade de Campinas, em São Paulo, cometida em pleno ano novo por Sidnei Ramis de Araújo, que assassinou 12 pessoas, traz a necessidade de uma reflexão urgente para o ano de 2017. Das 12 vítimas, 9 eram mulheres, incluindo a ex-esposa e o seu filho. Essa carnificina em Campinas foi um entre tantos casos de feminicídio, ou seja, mulheres que são mortas simplesmente por serem mulheres.
 

As venezuelanas que decidiram se prostituir na Colômbia por causa da crise


Maria

“Estupro coletivo revela uma sociedade doente”, diz especialista

Viviana Santiago, da ONG Plan International Brasil, afirma vivemos um período em que a criança é a cada vez mais sexualizada

Estupro: segundo especialista, homens sabem que não serão punidos, que outras pessoas vão naturalizar o ato violento (Ricardo Moraes / Reuters)

O caso da menina de 11 anos vítima de um estupro coletivo na semana passada em Brasília reacendeu a discussão sobre violência contra a mulher, principalmente as mais jovens.

O feminicídio bateu à sua porta



Nesta quarta-feira, 11 de janeiro, mais uma mulher em Juazeiro tem sua vida interrompida brutalmente pelas mãos de um ex companheiro, conforme registrou o Blog do Geraldo José.

Cientistas encontram provas de que mulheres otimistas vivem mais


Disposição para ver as coisas pelo lado bom e esperar sempre uma solução favorável, mesmo nas situações mais difíceis. É assim que o dicionário define o otimista. Porém, segundo um estudo da Universidade de Harvard, isso é mais do que uma espécie filosofia, mas uma forma real de prolongar a vida.

Pastoral da Mulher de Juazeiro dá Início aos Trabalhos de 2017


Após o período de férias, festas e celebrações de fim de ano, no dia 05 de janeiro, a Pastoral da Mulher iniciou os trabalhos de 2017 e já se encontra de portas abertas ao público.

A equipe está entusiasmada para retomar os projetos planejados para o ano em curso, que visam garantir atendimento qualificado e promover uma maior humanização da realidade da mulher que se prostitui; possibilitando seu empoderamento, organização e gerando um processo de transformação social e político.

Convidamos os leitores do blog a nos acompanharem durante o nosso percurso e desejamos um Feliz 2017 a todos e todas.



Equipe da Pastoral da Mulher.