UNIDADE OBLATA DE JUAZEIRO APRESENTA SEU TRABALHO EM SEMINÁRIO EM SALVADOR


No dia 21 de outubro a equipe do Projeto Força Feminina – Unidade Oblata em Salvador promoveu um seminário no Centro Cultural da Câmara de Salvador a fim de refletir sobre: A importância da rede de articulação sociassistenciais para o enfrentamento à violação de direitos das mulheres.






A educadora social Railane Delmondes esteve presente refletindo como vem se dando o processo de articulação na Unidade Oblata de Juazeiro (Pastoral da Mulher), juntamente com a educadora Social Lucinete, do Projeto Diálogos de Liberdade de Belo Horizonte e Alessandra, coordenadora do Projeto Força Feminina em Salvador, elas explanaram sobre a realidade da prostituição e o trabalho em rede.

 

Em Brasília, políticos usam dinheiro público para pagar prostitutas de luxo


Para ficar 30 dias com garotas de programa, em hotéis cinco estrelas de Brasília, políticos de vários estados e do Distrito Federal chegam a pagar até 40 mil reais pelas noites de prazeres. A grana é do erário.
  
Camila. 25 anos, gaúcha de um metro e 79 de altura e de corpo escultural trocou a vida atribulada de modelo pela vida fácil de prostituta de luxo que chega a faturar até 40 mil reais por mês.

Como se proteger da epidemia de sífilis no Brasil?

Representação de bactériaEntre junho de 2010 e 2016 foram notificados quase 230 mil casos novos de sífilis no Brasil.                
 
O Ministério da Saúde admitiu nesta semana que o Brasil enfrenta uma epidemia de sífilis. Entre junho de 2010 e 2016 foram notificados quase 230 mil casos novos da doença, de acordo com o último boletim epidemiológico do governo.
Três em cada cinco ocorrências (62,1%) estavam no Sudeste e a transmissão de gestantes para bebês é atualmente o principal problema.

Brasil está vivendo uma epidemia de sífilis

Segundo o Ministério da Saúde, número de bebês infectados aumentou 170% de 2010 a 2015

                   
Pixabay
Dados alarmantes do Ministério da Saúde: casos de sífilis em gestantes no Brasil aumentou 202% em cinco anos (foto: Pixabay)

 

Informação oficial do Ministério da Saúde revela que o Brasil enfrenta uma epidemia de sífilis, com uma alta significativa de casos confirmados em todo o país. A doença é causada por uma bactéria (Treponema pallidum) e pode ser transmitida pelo sangue, por relações sexuais e da mãe para o bebê (na gravidez, no parto ou na amamentação). Segundo o ministro da Saúde, Ricardo Barros, o governo está mobilizando profissionais para deter o avanço da doença por meio de medidas emergenciais, como a ampliação do acesso aos testes rápidos de sífilis.

Sancionada lei que facilita repressão ao tráfico de pessoas


Pela nova lei, o Dia Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas será lembrado, anualmente, em 30 de julho.
 
A nova lei também cria regras para adoção internacional, disciplina o trabalho por adolescentes, inclusive nos meios artístico e esportivo, e simplifica o acesso da polícia e do Ministério Público a dados de telefonia e internet para fins de investigação.

Como Espanha está a tornar-se um popular destino de turismo sexual

Ausência de legislação tornou país num dos destinos favoritos de quem quer pagar por sexo
 
O Governo espanhol admite que existam cerca de 45 mil mulheres a trabalhar como prostitutas no país. Porém, vários responsáveis ouvidos pelo El Mundo consideram que o número pode ser muito maior: segundo o próprio Instituto Nacional de Estatística de Espanha, a prostituição representa 0,35% do PIB espanhol, gerando cerca de cinco milhões de euros por dia.

Cantinho da Beleza enfeita as tardes da Pastoral

A  Pastoral da Mulher, Unidade Oblata em Juazeiro Bahia, desde o mês de fevereiro de 2016 vem oferecendo serviços de beleza as mulheres atendidas: design de sobrancelhas, hidratação, escova de cabelos, entre outros. Com objetivo de promover espaços para a melhoria da auto estima e também favorecer o debate sobre temáticas voltadas ao universo feminino.

O racismo, o vitimismo e o entendimento da raça


O que temos passado à nossos filhos hoje?
 
Quando algo nos é mostrado e nos sentimos no dever de opinar sobre uma conduta, como nos dirigir a ela?

Contra o feminicídio, mulheres tomam as ruas na América Latina


"Entre guarda-chuvas e silêncio", escreveu o jornal Clarín, sobre o protesto que reuniu milhares de mulheres.As manifestações foram motivadas por um dos feminicídios mais brutais já registrados na Argentina. Lucía Pérez morreu, aos 16 anos, em um caso que foi classificado pela juíza responsável pelas investigações como "uma aberração desumana".

Ação nacional de combate à sífilis


Neste ano, a campanha de combate à sífilis terá como foco as gestantes jovens e seus parceiros sensibilizando-os para a realização do teste de sífilis no início da gestação e, também incentivando o parceiro a fazer o teste, evitando a reinfeção. A campanha inclui peças gráficas (cartaz e folheto); filme publicitário e um minidocumentário – Gestação Segura, Criança Saudável – a serem veiculados nas redes sociais até 30 de outubro.

Pare de reclamar e vá trabalhar”: a PEC 241 e a assistência social


Por  Cesar Locatelli Do Jornalistas Livres
 
Temos ouvido com frequência a frase título, bem como, “os vagabundos vão ter que trabalhar, porque a moleza acabou”. Certamente, quem as repete é favorável à PEC 241 e sabe as respostas às seguintes questões:
 

Mercado do sexo avança próximo ao Samu de Juazeiro

Existem várias áreas de prostituição em Juazeiro (BA). Uma delas já vem se tornando notória na cidade: fica na BR-235, nos fundos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), próximo a um conhecido motel, no bairro Jardim São Paulo.

A arte pulsa na rua Guaicurus: Museu do sexo em BH

 
Espaço difuso é inaugurado com mostra de trabalhos de artistas após imersão em hotel que abriga profissionais do sexo.
Uma série de trabalhos de diferentes linguagens e formatos – vídeo, performance, fotografia, grafite, rádio-novela, lambe-lambes, entre outros – que estão sendo exibidos até a próxima quarta-feira marca o lançamento oficial do Museu do Sexo das Putas, uma iniciativa da Associação de Prostitutas de Minas Gerais (Aprosmig) contemplada com recursos do 12º Programa Funarte de Artes Visuais.

Encontro de Formação da CPT Centro-Norte/BA e Parceiros - Tema: “Trabalho de Base”.



Nos dias 05 e 06 de outubro, a equipe da pastoral da mulher representada por: Fernanda Lins (coordenadora), Anna Lícia Brito (Assistente Social) e Maria das neves (Auxiliar de Educadora Social), participaram de um encontro de formação da CPT (Comissão pastoral da Terra) de Juazeiro; com o tema: “Trabalho de Base”.

Outubro Rosa: Em nove anos 470 casos de Câncer de Mama foram diagnosticados em Juazeiro e região

 
Carmem Mendes hoje aos 46 anos é uma mulher de fibra. A sua coragem para lutar pela vida floresceu aos 43 anos quando descobriu que tinha câncer de mama. O primeiro diagnóstico da doença aconteceu ao fazer o autoexame em casa durante o banho. O resultado foi comprovado após uma biópsia.
 
Durante um ano e meio, Carmem teve que passar por alguns momentos dolorosos. Para tratar do câncer ela precisou fazer quimioterapia e a radioterapia. “Só a gente que passa sabe que é muito doloroso. Tem que ter muita fé e força. A gente precisa de muito amor, carinho, atenção. O dia-a-dia de hoje é lutando pela nossa vida. Essa doença mudou muito minha vida”, afirmou Carmem.

Pesquisa em Harvard revela que não são os filhos que atrapalham a carreira das mulheres, mas os maridos

 
Mesmo que o tempo dedicado aos filhos e afazeres domésticos sejam obstáculos para a ascensão das mulheres em suas carreiras profissionais, são os maridos, parceiros ou cônjuges, os maiores responsáveis por frear o crescimento. É o que destaca um estudo realizado com cerca de 25 mil ex-alunos da Harvard Business School e publicado na Harvard Business Review.
 
por Beatriz Lorente no Hypeness

Outubro Rosa alerta para o diagnóstico precoce do câncer de mama

O SUS garante a oferta, gratuita, de exame de mamografia para as mulheres brasileiras em todas as faixas etárias

O câncer de mama é o mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil. Depois do câncer de pele não melanoma, responde por cerca de 25% dos casos novos a cada ano. Para estimular a detecção precoce da doença e conscientizar a população, começa, neste mês, a campanha Outubro Rosa. Neste ano, a ação terá como tema "Câncer de mama: vamos falar sobre isso?".

#TambémÉViolência: 3 em cada 5 mulheres são vítimas de relacionamento abusivo


Campanha criada pela ONG Artemis joga luz sobre violências silenciosas, que nem sempre deixam marcas visíveis, mas aprisionam milhões de mulheres no Brasil. Com ato nacional, feministas pretendem exigir dos tribunais o reconhecimento de denúncias de agressões psicológicas e morais.