Pastoral da Mulher em Juazeiro vai encerrando suas atividades na sede.

Comunidades
A equipe da Pastoral da Mulher - Unidade Oblata em Juazeiro / Ba vem encerrando suas atividades realizadas na sede. Nesta sexta feira, acontecerá a realização das últimas atividades como roda de conversas, cantinho da beleza e celebração dos aniversários.

Oficina de bijuteria

A equipe avaliou que os resultados alcançados foram bastantes positivos no trabalho. As mulheres, em uma breve consulta, também avaliaram todo processo de forma bem satisfatória. Disseram que todas as atividades foram importantes e atrativas para suas participações, destacando as oficinas rápidas,  grupo de teatro, grupo de espiritualidade, comunidades e rodas de conversas.


Grupo de teatro Mariart`s
Grupo de espiritualidade














Para encerramento do trabalho com elas, será realizada no dia 17 de dezembro, a tradicional festa de Natal da Pastoral, no Clube de Cabos e Soldados, a partir das 13:30h.





Equipe da Pastoral da Mulher- Unidade Oblata de Juazeiro encerra as abordagens nos locais com homenagens.

Na semana de 08 a 12 de dezembro, a equipe da Pastoral da Mulher estará realizando o encerramento das visitas aos locais de prostituição. As agentes estarão comunicando às mulheres sobre o fechamento das atividades e ainda convidando para a festa de Natal que acontecerá no dia 17 de dezembro, no Clube do Cabos e Soldados.
Como celebração de todo processo vivido neste ano, através das 180 visitas realizadas, as mulheres estarão sendo homenageadas com um colar e pingente com a logomarca da Pastoral e ainda um cartão de Natal. É uma forma carinhosa de agradecer pela acolhida delas nos locais e ainda desejar boas festas, frisando que ano que vem estaremos unidas. 

PASTORAL DE JUAZEIRO PROMOVE O 2º ENCONTRO DOS GRUPOS COMUNITÁRIOS


No dia 3 de dezembro aconteceu em Juazeiro, na Chácara Vitória, o 2º encontro dos grupos comunitários: “Mulheres Borboletas”, do bairro Itaberaba e “GMEL: Grupo Mulheres em Libertação”, do bairro Antônio Conselheiro, ambos acompanhados pela Pastoral da Mulher.

A finalidade do evento foi promover a integração entre as mulheres e avaliar o processo vivenciado durante o ano de 2014.

O desenvolvimento dos trabalhos esteve sob a condução das agentes: Adjany Fernandes, Ana Paula Santos, Joice Oliveira, Maria das Neves e Tamirys Riesenberg.

No primeiro momento do dia, houve um trabalho em grupo, propiciando espaços de reflexão sobre as experiências que vem se dando em cada realidade, onde as participantes destacaram que através dos trabalhos desenvolvidos, obtiveram crescimento, tanto a nível pessoal como grupal, tendo a oportunidade de conhecer outras pessoas, estabelecendo dessa forma, novos laços de amizade.

Do mesmo modo, valorizaram o acompanhamento prestado pela Pastoral, que vem possibilitando uma ação conjunta para a busca de melhorias, a exemplo das mobilizações, através de abaixo assinados onde as mulheres tiveram iniciativas de reivindicação, contatos e articulações com lideranças políticas ou ainda representações governamentais do município.

Dessa forma, as mulheres demonstraram motivação e interesse de seguir a experiência no próximo ano.

Neste dia houve também espaços para o lazer e atividades recreativas, tanto para as mulheres, como para os/as seus/suas filhos/as.

Ao final, foram realizados os agradecimentos procedidos de oração e partilha um saboroso lanche preparado pelos grupos.




Pastoral de Juazeiro realiza com as mulheres último encontro de Espiritualidade em 2014.



No dia 27 de novembro, aconteceu na sede da Pastoral o último encontro de espiritualidade do ano com as mulheres, cujo objetivo foi retomar a trajetória vivenciada no decorrer de 2014, identificando os aspectos que marcaram suas vidas neste período.

Dessa forma, as mulheres avaliaram que todos os encontros realizados foram importantes, destacando alguns eventos e temáticas, a exemplo do retiro, realizado no mês de agosto. Para Dulcileide, mulher atendida, “Graças a Deus com os momentos de espiritualidade na Pastoral, eu fortaleci a minha fé e recuperei a minha casa de novo...”

Diante das experiências vivenciadas, se confirma a grande valorização dessa dimensão no processo das mulheres, onde estas enfatizaram que através dos espaços de partilha e oração em grupo, tiveram a oportunidade de externarem seus pedidos e agradecimentos diante dos fatos ocorridos em seus cotidianos.

Neste encontro, também abordou-se o tema alusivo ao dia 20 de novembro - Dia da Consciência Negra, favorecendo reflexões acerca da realidade do Brasil, que apesar de ser visto como um país de diversidades, é ao mesmo tempo, o país de desigualdades.

Por essa razão, foi refletido em grupo que é necessário buscarmos seguir os passos de Jesus, que se fundamenta no amor ao próximo, através de gestos e atitudes diárias, como o respeito às diferenças entre todas pessoas, rejeitando qualquer tipo de discriminação de raça, credo ou posição social. 

Ao final, cada mulher recebeu uma singela lembrança, simbolizando o compromisso e a participação que foram experimentados neste ano de 2014.

“Por tudo o que tens feito, Por tudo o que vais fazer
Por tuas promessas e tudo o que és, Eu quero te agradecer
Com todo o meu ser ... Te Agradeço meu Senhor”


Pastoral da Mulher, unidade Oblata em Juazeiro/BA realiza avaliação 2014.

Nos dias 12 e 13 de novembro, a equipe da Pastoral da Mulher, Juazeiro/BA, realizou a avaliação anual 2014, com a participação da Irmã Oblata Lucia Alves e assessoria de Daniel Rech.

Foi possível avaliar os resultados alcançados, através dos dados qualitativos e quantitativos, a partir das atividades executadas, como também a opinião das mulheres acompanhadas, no que diz respeito as atividades que participaram durante o ano.


Os projetos foram desenvolvidos em três eixos: atendimento, assessoramento e defesa e garantia de direitos, com os objetivos: contribuir para a prevenção da incidência e reincidência de violação de direitos, possibilitar condições de acesso à rede de serviços e a benefícios assistenciais, fortalecer a participação, autonomia e protagonismo das mulheres, ampliar o conhecimento público sobre a realidade das mulheres em situação de prostituição, promover a articulação das instâncias e espaços de participação democrática e capacitar a equipe técnica para a intervenção na realidade das mulheres.


Assim de janeiro a outubro de 2014, 603 mulheres foram atendidas na sede, abordagem, comunidades e visita domiciliar, totalizando 7082 atendimentos; como também a população em geral foi sensibilizada a partir de 166 socializações de conhecimentos midiáticos, através do blog da Pastoral da Mulher, site das Irmãs Oblatas e o programa de rádio Participação e Comunhão, com a área de abrangência do alto e médio vale do São Francisco, a média é de 82.000 aparelhos ligados; tendo a fonte do PROPEG (Agência de Publicidade e Propaganda da Bahia).


Os trabalhadores sociais participaram de 25 formações, favorecendo na atuação da realidade das mulheres, com também foram mediadores em 15 espaços externos, facilitando no debate referente aos aspectos que envolvem as mulheres.

Com isso, foi perceptível que o trabalho está sendo desenvolvido com êxito, alguns desafios permanecem e novos surgem, porém acredita-se que é a partir dos mesmos que novos rumos podem ser trilhados.




Oficina de Informática é mais uma etapa concluída na Pastoral da Mulher de Juazeiro.


Após três meses de encontros, que aconteciam duas vezes na semana, foi encerrado no final novembro a “II oficina de Informática” realizada na Pastoral da Mulher – Unidade Juazeiro BA.
Durante a oficina, houve momentos de conversas sobre os níveis educacionais, ou seja, a alfabetização e escolaridade do público. O que ainda é um dos desafios para o aprendizado e a inserção das mulheres no mercado de trabalho, como também no gerenciamento de seus empreendimentos. Esse fato chamou a atenção de algumas mulheres para a reflexão sobre o retorno à escola, para darem continuidade aos seus estudos, haja vista que a maioria das atendidas na Pastoral não cursou, sequer, o ensino fundamental.
Algumas mulheres participaram de um momento avaliativo ao final da atividade. Dora Duarte, mulher acompanhada pela Pastoral e que frequentou a oficina, contribuiu com seu relato: “Esse ano para mim foi proveitoso, pude aprender muita coisa na Pastoral. A oficina de informática me deu mais segurança para me lançar no mercado de trabalho, porque antes eu não sabia ligar e desligar o computador”.
Dessa forma, avaliando e percebendo as necessidades das mulheres, a Pastoral pretende, em 2015, dar continuidade da atividade com mais novidades, pois, nessas aulas, as mulheres participantes obtiveram conhecimentos básicos que serão úteis para o mercado de trabalho, e também para a vida.