Encerramento de Oficina é festejada pelas mulheres na Pastoral de Juazeiro

As aulas foram de suma importância para as doze mulheres que participaram da atividade, favorecendo para que, àquelas que já trabalham no ramo, se aperfeiçoarem no intuito de utilizarem em seus serviços, métodos diferenciados, desde ao atendimento a clientes, bem como oferecer uma breve massagem nas mãos ou pés, entre outras ações simples, mas de suma importância para agregar valores aos serviços, diferenciando-se do que o mercado já dispõe.
Durante os encontros, as manicures se aprofundaram na questão do manuseio e esterilização dos materiais através das aulas práticas sobre a esterilização artesanal (na panela de pressão) e na estufa, que é bem mais prática. O procedimento de esterilização dos acessórios eram realizados diariamente, o qual elas consideraram muito importantes, como declarou Janaína Maria – “É muito importante esterilizar os alicates e os demais acessórios para que não sejamos disseminadoras de doenças. Quando as nossas clientes sabem que fazemos a limpeza correta dos materiais, conquistamos a confiança delas. Não basta a gente trabalhar num belo salão, usando uma linda farda ou maquiagem, o importante é garantir a saúde de nossas freguesas”.
Além do aprofundamento em qualidade e saúde, as tendências da moda e da modernidade, como o uso de esmaltes de cores vibrantes e com muito brilho, strass e mini pérolas garantiram o sucesso das manicures, despertando também dotes artísticos em cada mulher.
“O bom foi conhecer essas novidades. Antes nós pensávamos que pérolas nas unhas eram coisa de outro mundo, hoje vejo que é muito simples.” comentou Elaine Soares.

Na semana do encerramento outras novidades foram apresentadas. Aplicação de postiças e as moderníssimas unhas de pelúcia foram destaques na oficina, essa última é uma técnica recente a qual utiliza-se flocos de pelúcia, que são aplicados por cima do esmalte com um efeito bem diferenciado.
De acordo com um acompanhamento realizado durante o desenvolvimento da oficina, oito mulheres já oferecem seus serviços à domicílio, e trabalham com cartões de visita, onde as clientes são atendidas com hora marcada no conforto do lar. Uma dessas mulheres atende também num salão de beleza administrado por familiares e Janaína Maria contribui novamente - “As clientes adotam como estilo tudo o que é novidade, principalmente o sai nas novelas.”
No momento de encerramento da oficina foi realizada uma homenagem às mulheres e algumas brincadeiras onde houve sorteio de lindos brindes proporcionando um momento bastante agradável naquela tarde.

Saúde bucal é tema de palestra na Pastoral da Mulher de Juazeiro

Aconteceu na Pastoral da Mulher - Juazeiro a palestra sobre saúde bucal, que contou com a parceria do Dr. Érico Fabiano Barbosa dos Santos, dentista do Programa de Saúde da Família do bairro Alagadiço- Juazeiro.

Em debate, as mulheres trouxeram suas dúvidas quanto a escovação dos seus filhos recém-nascidos, mal hálito, enfraquecimento dos dentes, cárie, e diversos outros temas, como tratamento de canal, a escova correta e seu tempo útil e acompanhamento dentário na gestação.

Após troca de conhecimentos, as mulheres partiram para a prática, onde foi observado se a escovação era efetuada corretamente. E para finalizar o momento, houve aplicação de flúor.

Madre Geral da Congregação Oblata envia artigo em homenagem a Dom José Rodrigues

A Páscoa de Dom José Rodrigues. Redentorista, bispo, místico e profeta
 

Aquilo do que te apaixonas, o que arrebata tua imaginação atingirá tudo aquilo que toques... Determinará o que te faz levantar de manhã, o que farás no entardecer, a leitura que fazes, a quem conheças, o que te quebra o coração e o que te enche de surpresas.

Foi a paixão por Jesus e sua missão que levou a José Rodrigues a entrar na Congregação do Santíssimo Redentor.

A missão encomendada à Congregação de evengelizar os pobres, compreeende a libertação e salvação de toda pessoa humana. Os congregados devem proclamar explicitamente o Evangelho, solidarizar-se com os pobres e promover seus direitos fundamentais de justiça e liberdade, empregando os meios que são mais conformes com o Evangelho e por sua vez mais eficazes... Em seu  anúncio proclamam de maneira especial a Redenção Copiosa, ou seja, o amor do Pai "que nos amou primeiro e nos enviou a seu Filho..." (cfr.Cs5).

Que bem compreendeu Dom José o Espírito das Constituições!
Quanta ternura e firmeza ao mesmo tempo!
Ele queria oferecer o melhor serviço à missão e para isto se especializou em Catequese e Pastoral em Bruxelas. Voltou para o Brasil, terra natal, onde se entrega a trabalho missionário em São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Amazônia.

Em 1970 foi eleito Superior Provincial dos Missinários Redentoristas de Goiás e Distrito Federal. Mas o Senhor lhe tinha reservado uma nova parcela, onde sua vocação redentorista ia realizar-ze com toda sua energia de místico e profeta.

Em 1975 foi sagrado Bispo da diocese de Juazeiro, situada no nordeste do Brasil, onde a terra é abrasada pelo sol e a converte na maior parte do tempo em autêntico deserto. Pronto, irá descobrir a paixão que implica viver a missão de anunciar a boa notícia aos pobres. A construção da hidrelétrica de Sobradinho, arranca mais de 70.000 pessoas de suas próprias raízes, e isto aguça nele a sua capacidade de luta, sua solidariedade com o povo excluído, sua defesa incansável dos mais pobres, o que lhe acarreta duras e repetidas acusações e ameaças por parte dos poderosos.

Dom José costuma a contemplar tudo aquilo que lhe rodeia e a tomar partido. Como Jesus contempla também a natureza. Sabe que igual que o "mandacaru" (cactus prórpio do lugar), que mesmo  crescendo em terrenos desérticos e pedregosos, acumula no seu interior toda a humidade absorvida por suas raízes; sabe que é possível despertar no coração de homens e mulheres tudo o que há neles de compaixão, desejo de justiça e promove dentro de sua diocese diferentes pastorais: da terra, infância, juventude, saúde, pescadores, prisões, da mulher marginalizada... de comunicação, audio visual, criação de uma grande biblioteca, programação no rádio, televisão, jornais, etc.

O passado domingo, como o mandacaru que quando entardece abre suas lindas flores brancas e quando amanhece do dia seguinte morrem para dar passo ao fruto, Dom José nos deixou para ir à casa do Pai. Os habitantes do lugar dizem que quando o mandacaru floresce é porque vem a chuva que naquele deserto é uma bênção. Toda uma promesa dos céus novos e nova terra que anunciou Dom José.

A Pastoral da Mulher Marginalizada de Juazeiro, que hoje tem à frente o Instituto das Irmãs Oblatas do Santíssimo Redentor, reafirma o compromisso de continuar o legado que "Dom José Rodrigues", irmão e companheiro de caminho, redentorista e bispo, que compartilhava com outro bispo, "José Maria Benito Serra", nosso fundador: Viver a compaixão e a justiça com as mulheres que exercem prostituição e são vítimas de tráfico para a exploração sexual.

Certamente, aquelas que se encontram na casa do Pai, o terão recebido e dito: porque tive fome de pão, de cultura, de dignidade, de justiça e nos deste de comer. Porque nos defendeste quando ninguém dava crédito a nosso testemunho... Porque, como Jesus não teve inconveniente em caminhar conosco, deixar tocar e dizer: mulher tua fé te salvou... Porque abriu de par em par as portas da catedral de Juazeiro e juntas pudemos chamar a Deus de Pai Nosso, porque nos ensinou a colocar em Nossa Senhora das Grotas nossa esperança... Por tantos outros porquês ENTRA A PARTICIPAR DA ALEGRIA DO TEU SENHOR.


Maria Luisa del Pozo - OSR

Coordenadora Geral da Congregação das
Irmãs Oblatas do Ssmo Redentor - Madri-Espanha