segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Olá, mulheres!



A pastoral da Mulher já retomou suas atividades em 2018. Estamos funcionando das 08h às 12h e de 13:30h às 17:30h, no mesmo endereço: Rua Raul de Queiroz, nº 110, Alagadiço.

Nessa semana retornaremos com as visitas de abordagens e alguns encaminhamentos já estão disponíveis. No dia 25/01 retomaremos o atendimento psicológico e a partir de fevereiro terá início o cantinho da beleza com uma grande novidade: além de cabelos às sextas, teremos um cantinho com design de sobrancelhas às terças feiras (quinzenais).


Não deixe de nos visitar e conferir as novidades e critérios de participação. 

Fonte: Pastoral da Mulher.

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Prostitutas, mas não só: fotos inéditas mostram realidade do Centro

Em cartaz a partir desta terça (9), ensaio inédito de Flávio Damm retrata prostitutas e seus espaços de atuação em Salvador
Quando a cantora americana Janis Joplin (1943-1970) esteve em Salvador, na década de 1970, causou burburinho ao entrar em um famoso bordel da Ladeira da Montanha. “Dizem que ela foi no Meia-Três e cantou com as putas. O Meia-Três era cheio de histórias”, lembra a arquiteta Silvana Olivieri, 47 anos, curadora da exposição gratuita Mulher-Dama, que apresenta um ensaio inédito do fotógrafo gaúcho Flávio Damm sobre prostitutas e seus espaços de atuação em Salvador.

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Pastoral da Mulher de Juazeiro inicia as atividades de 2018.

A Pastoral da Mulher, unidade Oblata em Juazeiro/BA, está retornando as atividades nesse dia 08/01/2017. 


Com muita alegria e espírito de renovação, toda a equipe deseja um ano novo cheio de boas oportunidades e grandes realizações a todas as mulheres atendidas. 

Já estamos de portas abertas para atendê-las. Em breve estaremos divulgando a nossa agenda de atividades. Fiquem atentas!

Um grande abraço,
Equipe Pastoral da Mulher. 

quarta-feira, 20 de dezembro de 2017





A Pastoral da Mulher deseja a todas e todos um Feliz Natal e um Ano Novo pleno de realizações.

Comunicamos que a sede se encontrará fechada no período de 25/12 a 07/01. Retornaremos as nossas atividades no dia 08/01/2018.

segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Celebração Natalina da Pastoral da Mulher de Juazeiro/BA

No dia 14 de dezembro a Pastoral da Mulher, unidade oblata em Juazeiro, promoveu uma festa de Natal para o público atendido. O evento aconteceu no Clube de Cabos e Soldados, no período da tarde e teve a participação de 29 mulheres e 25 crianças.




Marido confessa assassinato da mulher dois dias antes do parto na Bahia

  • Reprodução/Facebook
    Daiane Reis Mota tinha parto previsto para segunda-feira (18); bebê não sobreviveu
    Daiane Reis Mota tinha parto previsto para segunda-feira (18); bebê não sobreviveu


A Polícia Civil da Bahia prendeu neste domingo (17) em Serrinha, cidade a 183 km de Salvador, Adilson Prado Lima Júnior, 25, pelo crime de feminicídio. Ele confessou ter matado no dia anterior a própria mulher, Daiane Reis Mota, 25. A jovem estava grávida de nove meses e tinha parto marcado para esta segunda-feira.

Mais uma ação da Pastoral da Mulher durante os 16 dias de ativismo.





Joice Oliveira, Educadora Social da Pastoral da Mulher, unidade Oblata em Juazeiro, membro do Conselho Municipal de Direitos das Mulheres e da Rede de Enfrentamento a Violência Contra a Mulher, realizou no dia 07 de dezembro uma ação em parceria com a Casa do Bolsa Família, em alusão aos 16 dias de ativismo. A atividade estava prevista na agenda municipal de enfrentamento à violência.

A ação foi realizada na sala de espera da casa do Bolsa Família, para cerca de 30 usuárias/os que aguardavam atendimento. Na oportunidade Joice Oliveira falou sobre os tipos de violência, utilizando imagens e buscando a interação dos ouvintes através de perguntas. Falou também sobre a Rede de proteção à mulher, enfatizando a Lei Maria da Penha e os órgãos que lidam diretamente com o enfrentamento a essa violência tão perversa que cerceia a vida de tantas mulheres.

O momento foi avaliado positivamente pelos participantes. "A informação é um dos principais caminhos para o combate a violência", destacou a educadora social.


Fonte: Pastoral da Mulher